quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Com resultados “acima da média”, alfabetização em Teresópolis é apontada como exemplo pelo Canal Futura

video

Divulgados em setembro pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), os resultados da Avaliação Nacional da Alfabetização – ANA/2014 – têm como objetivo a análise pelas equipes pedagógicas e de gestão das escolas e redes de ensino. Graças aos seus índices, Teresópolis é mais uma vez destaque de uma reportagem no Canal Futura, que apontou o CIEP Municipalizado Prof. Amaury Amaral dos Santos, localizado na Fonte Santa, como exemplo no setor, enfatizando que “a cidade conseguiu resultados maiores do que a média do Brasil na Avaliação Nacional de Alfabetização”.

As nossas iniciativas são de valorização do profissional de Educação, de entender o que eles precisam como ferramentas de trabalho, e foi nisso que nossa rede investiu. Não adianta mais, hoje em dia, você implantar uma metodologia onde se intui que o aluno está aprendendo para no final vermos o resultado. Educação hoje se faz com avaliação científica, comprovação de resultados e essas provas vêm para verificar isso”, analisou o secretário municipal de Educação, professor Leonardo Vasconcellos, em entrevista ao Canal Futura.
Integrando desde 2013 o PNAIC – Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa, o município de Teresópolis tem investido nesse compromisso formal assumido pelos governos federal, dos estados e municípios de assegurar que todas as crianças estejam alfabetizadas até os oito anos de idade, ao final do 3º ano do ensino fundamental.

Cristina Esteves, coordenadora do PNAIC na rede municipal de ensino, também falou ao Canal Futura, lembrando que a vontade dos professores municipais de se aprimorarem, é essencial para um resultado de sucesso. “A gente acredita que o convencimento do professor para discutir esse processo todo, já que são anos de uma prática enraizada, é essencial para a perspectiva do PNAIC de se pensar a Educação de uma forma diferente e acreditar que é possível haver uma mudança a partir do processo de formação continuada”, disse Cristina.
A formação do PNAIC é presencial e tem duração total de 120 horas anuais, com a realização de encontros presenciais ao longo do ano letivo. A UFRJ emite certificado para os orientadores de estudo e para os professores alfabetizadores ao final de cada ano do curso. Além disso, o MEC oferece para os participantes uma Bolsa de R$ 200,00 durante os meses de formação continuada.

Em Teresópolis, os Orientadores Pedagógicos e Professores recém-contratados, que só poderiam participar como ouvintes, receberam todos os benefícios, inclusive a bolsa integral, custeada pela Secretaria Municipal de Educação (SME).
Roberta Fernandes Coutinho, orientadora pedagógica do CIEP Municipalizado Prof. Amaury Amaral dos Santos, destacou a oportunidade que os professores municipais estão tendo. “A avaliação que nós fizemos tem ótimos resultados. Os professores estão tendo a possibilidade de ter novas visões sobre a alfabetização, que antes estavam muito arraigadas de uma maneira muito tradicional. O PNAIC vem abrindo portas, tanto para os professores quanto para os alunos”, explicou Roberta.

Prevenção às drogas:apresentações culturais encerram o projeto ‘Fique Esperto’

Realizada nesta terça-feira, dia 27, no teatro do SESC, na Várzea, a festividade de encerramento anual das atividades do projeto ‘Fique Esperto’, de prevenção ao uso de drogas. Aberto pela banda gospel Juízes HipHop, o encontro contou com apresentações musicais e de teatro, feita por estudantes atendidos pela iniciativa.

Implantada em 2012 pela Vara da Infância, da Juventude e do Idoso de Teresópolis, em parceria com as secretarias municipais de Educação e de Saúde, a ação já atendeu cerca de 13 mil alunos do 5º ao 9º ano do ensino fundamental de dez escolas públicas e particulares do município, na cidade e no interior. Também são parceiros o Conselho Municipal de Políticas Públicas sobre Drogas, o Centro de Recursos Integrados de Atendimento ao Adolescente (CRIAAD), o Rotary Club Teresópolis e as organizações não-governamentais Amor Exigente, Centro de Reabilitação Kairós e Alcoólicos Anônimos.
São dois projetos de trabalho concomitantes: o ‘Tecendo Cidadania’, que leva aos adolescentes informações sobre direitos e deveres de um cidadão, e o ‘Fique Esperto’, de conscientização sobre os malefícios das drogas lícitas e ilícitas, para que os alunos se tornem multiplicadores”, explicou a juíza Vania Mara Nascimento Gonçalves, titular da Vara da Infância e coordenadora do projeto.

Sob o comando dos comissários de justiça Fátima Gil, Valéria Tricano e Bruno Miranda, o ‘Fique Esperto’ realizou, durante o ano, palestras e atividades sobre o tema. No encerramento, os estudantes apresentaram, em forma de música e de teatro, todo o conhecimento aprendido em sala de aula. “A proposta é levar a informação de forma lúdica, sem aquela coisa arcaica do sermão, que não dá certo com os jovens. Com conhecimento a gente fortalece os fatores de proteção e debate com eles a questão da vulnerabilidade, abrangendo também os familiares”, destacou Fátima Gil.
Acompanhado pela diretora Rosana Mendes e a orientadora pedagógica Patrícia Sampaio, um grupo de alunos do 5º ano da Escola Municipal Irene Sant’Anna do Valle, no Pimentel, apresentou um rap com mensagem de não às drogas e à violência. “O projeto é incrível e a parceria da Vara da Infância e da Juventude com as escolas não poderia ser melhor. As crianças responderam muito bem, só temos a agradecer”, disse a diretora.

Também subiram ao palco os estudantes das escolas municipais Manoel Medeiros, Nossa Senhora de Fátima e Cerom/Projeto Jogando pro Futuro, da escola estadual José Francisco Lippi e do Colégio Nossa Senhora do Carmo, que receberam certificado de participação. Sorteio de brindes, oferecidos por empresários e instituições parcerias, concluiu a festividade.
O comandante do 30º Batalhão de Polícia Militar, tenente-coronel Cleber Maia, também participou do encerramento do projeto. “A PM tem a parte preventiva, através do Proerd (Programa Educacional de Resistência às Drogas), que este ano já atendeu mais de cinco mil crianças de escolas públicas e particulares. Vocês estão no caminho certo. Aproveitem a oportunidade de ter conhecimento sobre esse assunto para serem adultos melhores”, parabenizou.

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Pré-matrícula para creches e escolas municipais é prorrogada até 6 de novembro

A Secretaria M. de Educação prorrogou até o próximo dia 6 de novembro o período de pré-matrícula 2016 para creches, centros de educação infantil e escolas municipais. Para as unidades escolares da área urbana, a inscrição deve ser feita no Ginásio Poliesportivo Pedro Jahara, o Pedrão (Rua Tenente Luiz Meirelles, 211 – Várzea), com atendimento de segunda a sexta, das 9h às 15h. Na área rural, o cadastro é realizado diretamente nas escolas.

Também é possível fazer a pré-matrícula para turmas do Pré I e Pré II e do Ensino Fundamental através do site da Prefeitura (www.teresopolis.rj.gov.br). Já os pais e responsáveis de crianças na faixa etária de creches deverão fazer a inscrição exclusivamente no Ginásio Pedrão.

Para as turmas de creche, berçário, maternal e jardim, é preciso apresentar o CPF do responsável, cópia da certidão de nascimento da criança, cópia de comprovante de residência em nome do responsável, cópia de comprovante de trabalho de todos os moradores da residência, cópia do comprovante de aluguel (pode ser declaração do dono do imóvel). Caso a criança seja portadora de necessidades especiais, também deve ser apresentado laudo médico original e atual (máximo 6 meses).

Os beneficiários do Programa Bolsa Família devem apresentar o número do NIS (Número de Identificação Social) da criança. Neste caso, o NIS é fornecido aos pais e/ou responsáveis nos CRAS – Centros de Referência de Assistência Social do Alto (Av. Alberto Torres, 1148), Barroso (Rua Pará, 170), Meudon (Rua Caramuru, 108), São Pedro (Rua Fileuterpe, 845) e do Fischer (Rua Pedro Eleutério, 2.738), bem como no Setor de Cadastro Único da Secretaria de Desenvolvimento Social (Av. Alberto Torres, 1148, no Alto).

Para fazer o cadastro, pais e responsáveis de crianças candidatas a turmas do Pré I e Pré II e do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental devem ter em mãos a certidão de nascimento do aluno, CPF do responsável e comprovante de residência. Também deve ser informado o ano de escolaridade que o estudante cursará em 2016.

Mais informações podem ser obtidas no Setor de Estatística e Matrícula da Secretaria Municipal de Educação (Rua Carmela Dutra, 475/2º andar – Agriões), de segunda a sexta-feira, das 12h às 18h. O telefone é (21) 2641-4590.

Escola Municipal Paulo Freire apresenta o projeto ‘Ideias Geniais’

A Escola Municipal Paulo Freire, localizada no Vale do Paraíso, apresentou nesta segunda-feira, 26, a culminância do projeto ‘Ideias Geniais’, baseado no projeto pedagógico gestor, indicado pela Secretaria Municipal de Educação (SME) no início do ano: ‘Conhecimento, a Luz que brilha em você. Acenda essa ideia!’. O projeto, que teve como objetivo pesquisar e apresentar a fantástica trajetória humana através das descobertas científicas e invenções que grandes homens e suas mentes brilhantes puderam acrescentar na evolução da humanidade, envolveu exposição de trabalhos feitos pelos alunos, além de apresentações artísticas.

Baseada no projeto indicado pela SME, a Escola Paulo Freire acendeu realmente essa ideia e trabalhou no primeiro semestre a ‘Feira de Ciências’ e no segundo semestre as ‘Ideias Geniais’. A personalidade escolhida pelos alunos foi o fotógrafo e ambientalista Sebastião Salgado. Onde nós buscamos apresentar para todos esse fotógrafo brasileiro, conhecido mundialmente, e a preocupação dele com a questão do meio ambiente. Afinal nossos alunos serão os responsáveis pelo futuro e precisam desde já abraçar essa ideia de conservação do meio ambiente”, explicou a diretora Bianca Ferreira Mattos.
No projeto desenvolvido pela escola, após pesquisa e análise de muitas personalidades importantes da história, os próprios alunos resolveram evidenciar o fotógrafo e ambientalista Sebastião Salgado, por sua trajetória de vida e contribuições no campo ambiental, trazendo a reflexão sobre a importância da educação e transformação no Brasil e no mundo. Sebastião Salgado foi internacionalmente reconhecido e recebeu praticamente todos os principais prêmios de fotografia do mundo como reconhecimento por seu trabalho. Seu filho Juliano Ribeiro Salgado, dirigiu o documentário O Sal da Terra sobre o seu pai com Wim Wenders que foi indicado ao Oscar 2015 de melhor documentário.

Sebastião Salgado, mostra através do seu trabalho a necessidade do ambiente na vida do ser humano. Assim, nossos alunos montaram essa exposição e vão fazer apresentações que procuram exatamente despertar essa consciência onde o ser humano necessita de um ambiente saudável para viver, com harmonia e possibilidades para dar continuidade na sua jornada no planeta Terra”, esclareceu a orientadora pedagógica Luciana Ribeiro.
Caracterizados como a autora Clarisse Lispector e o fotógrafo Sebastião Salgado em um stand na exposição montada na Escola Municipal Paulo Freire, os alunos Luana Sampaio e Hugo Cardozo, de 14 anos, explicaram como foi fazer parte desse projeto. “Foi um trabalho que durou alguns meses, de estrutura, decoração, pesquisa, envolvendo alunos do turno da manhã e da tarde, mas o resultado valeu a pena”, comemoraram.


(Clique no vídeo para assistir)

Alunos da Escola Prof. Paes de Barros participam de encerramento anual do ‘TIM Faz Ciência’

Alunos do 4º ano do Ensino Fundamental da Escola Municipal Prof. Paes de Barros, na Vila Muqui, participaram, na última sexta-feira, dia 16, do encerramento anual das atividades do programa ‘TIM Faz Ciência’. A iniciativa do Instituto TIM tem o objetivo de estimular a exploração das operações intelectuais - observar, verificar, classificar, questionar, definir, aplicar e generalizar, próprias à produção do conhecimento científico.

Desde o mês de abril, trabalhei as bases do pensamento científico com os alunos e percebi que os conceitos que são passados são absorvidos por eles não só para os assuntos das disciplinas, mas para a vida deles. A cada conceito transmitido, eles aumentam um grau no conhecimento”, avaliou a professora Márcia Sampaio, complementando que todos os alunos receberam certificado de participação do projeto e o Caderno do Estudante, contendo todos os conceitos passados durante o curso e as atividades realizadas e que em 2015, o projeto será voltado para as turmas do 5º ano. 
Em Teresópolis, o ‘TIM Faz Ciência’ acontece desde 2014 e este ano atende a todos os alunos do 4º ano rede pública de ensino. Os professores participaram de curso sobre o projeto e receberam material didático para orientar na condução das atividades em sala de aula.